ACESSE

O STF abafa

Telegram

O bombardeio de Gilmar Mendes e Dias Toffoli contra a Lava Jato dividiu os integrantes do STF, diz a Folha de S. Paulo.

“Uma parte disse que, além da crítica ao MPF, há uma reprovação implícita do trabalho de Edson Fachin. A outra diz que está em curso uma operação abafa.”

Os integrantes do STF podem estar divididos em relação a Gilmar Mendes e Dias Toffoli, mas num aspecto eles estão unidos: ninguém abriu o bico para denunciar seus abusos.

Comentários

  • Marco -

    A Patrícia Poeta era bem mais gostosa antes. Virou um palito, só osso. Acho até que ela é anoréxica, ou seja, com certeza, nada a haver com esse produto que, fatalmente, deve ser mais um engodo desses muitos que divulgam em massa na internet e nas redes sociais. Se estouberrado me forneçam uma amostra do produto para que o teste e, assim, possa provar a eficiencia do mesmo, e até divulgá-lo aos meus contatos!

  • Renato -

    Existe no STF um silêncio de cumplicidade entre os juízes, inclusive a presidente da Corte. Por uma liminar de um dos juízes, foram mantidas as chamadas "verbas indenizatórias" sem que haja o respectivo gasto para toda a categoria. Enquanto isso, a presidente adota um discurso de rigor no para manter os salários dentro do teto. Outros concedem HC's no atacado para soltar criminosos já condenados até em segunda instância. Se a Corte por maioria decidiu que é possível a prisão após condenação em 2ª instância como em decisões monocráticas os próprios juízes não seguem a decisão colegiada? Todo essa falta de critério nas decisões nos faz crer que alguns dos juizes do STF julgam conforme o poder político e econômico do nome na capa do processo e atendendo aos seus padrinhos políticos.

  • Alberto -

    Somente as Forças Armadas podem fazer algo. O povo nas ruas não significa nada para um STF que não foi eleito e nem pode ser destituído pela vontade do povo. Somente à força.

Ler 115 comentários