O STF e as “11 ilhas”

Em um evento organizado pelo Estadão na manhã de hoje, o ex-ministro do STF Carlos Ayres Britto defendeu o “pluralismo” da Suprema Corte:

“Talvez seja melhor que cada ministro estude seu processo, que conversem pouco. Seria ruim que eles combinassem as ações nos bastidores. Depois, cada um explana seu ponto de vista no pleno e, se não for aprovado, é isso mesmo, são 11 ilhas.”

Faça o primeiro comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200