“O Supremo avança, sem limite e sem pudor”

A ex-corregedora nacional de Justiça Eliana Calmon disse à Folha  estranhar o silêncio da magistratura em relação à decisão de Dias Toffoli de requerer ao Banco Central o acesso a todos os relatórios de inteligência financeira produzidos nos últimos três anos.

“Ninguém diz nada e o Supremo avança, sem limite e sem pudor. Até onde irá? Ninguém sabe”, afirmou.

Comentários

  • Ricardo -

    Há muito tempo que o STF sob o argumento de que está INTERPRETANDO está na verdade LEGISLANDO. Pessoas leigas vibram com Decisões, apesar de serem inconstitucionais, dando carta branca ao STF.

  • Carlos -

    Lava Toga já!

  • egidio -

    O tiranete se autoproclamou corregedor geral do país...

Ler 103 comentários