ACESSE

“O Supremo avança, sem limite e sem pudor”

Telegram

A ex-corregedora nacional de Justiça Eliana Calmon disse à Folha  estranhar o silêncio da magistratura em relação à decisão de Dias Toffoli de requerer ao Banco Central o acesso a todos os relatórios de inteligência financeira produzidos nos últimos três anos.

“Ninguém diz nada e o Supremo avança, sem limite e sem pudor. Até onde irá? Ninguém sabe”, afirmou.

O 'irmão problema' — e a delação (parcialmente) arquivada. SAIBA MAIS AQUI

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 101 comentários