O telefonema grampeado

O juiz Sergio Moro, ontem, atendeu ao pedido dos advogados da Odebrecht e liberou o acesso aos autos da Acarajé.

Ele manteve sob sigilo, porém, um grampo telefônico “cujas diligências estão sendo ultimadas”.

O Feira e sua mulher, Dona Xepa, terão de inventar uma nova mentira para explicar os crimes de que são acusados.