O tesoureiro de Dilma e o BNDES

A oito dias do segundo turno, o tesoureiro da campanha de Dilma Rousseff, Edinho Silva, procurou o dono da UTC, Ricardo Pessoa, e recebeu 3,5 milhões de reais, que se somaram aos 14,5 milhões de reais que a empreiteira já pagara no primeiro turno.

O caso é especialmente escabroso porque, de acordo com a Veja, Ricardo Pessoa só aceitou encontrar-se com Edinho Silva para atender a um pedido de Luciano Coutinho, presidente do BNDES. A UTC estava atrás de dinheiro para financiar as obras do aeroporto de Viracopos e, durante uma reunião no BNDES, Luciano Coutinho disse a Ricardo Pessoa que o tesoureiro de Dilma Rousseff o procuraria.

Como se sabe, o dono da UTC anotou em sua caderneta que Edinho Silva estava “preocupadíssimo” com os rumos da Lava Jato. A partir de hoje, o presidente do BNDES também tem bons motivos para se preocupar. 


Compre com o BNDES

Faça o primeiro comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200