O tom da campanha de 2018

Vinicius Torres Freire, na Folha, sobre os efeitos da situação econômica do país na próxima campanha eleitoral:

“Qualquer candidato a presidente em 2018 apresentará um programa que vai assustar o eleitorado ou os donos do dinheiro. Ou vai mentir e cometer estelionato eleitoral.”

Em resumo:

“Azul” – que recorreria a privatização e concessão de obras e serviços ao setor privado – “terá dificuldade de vender seu peixe reformista nas urnas.”

“Vermelho” – que elevaria impostos – “será acossado pelo ‘mercado’.”

“A bandeira de um candidato de interesse do país teria manchas de azul e vermelho profundos.”

Se depender só de mentira e estelionato eleitoral, já sabemos quem vencerá.

Faça o primeiro comentário