Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

O toma-lá-dá-cá de Aras

Para conquistar votos no Senado, o PGR prometeu dar seguimento às denúncias oferecidas pela CPI da Covid, cujo alvo principal é Bolsonaro
O toma-lá-dá-cá de Aras
Foto: Pedro França/Agência Senado

Augusto Aras, para ser reconfirmado na PGR, está negociando com os senadores.

Diz Eliane Cantanhêde:

“Numa conversa um tanto enviesada, nesta quinta-feira, com a cúpula da CPI da Covid, que é de oposição, Aras deixou no ar um toma-lá-dá-cá: se for reconduzido para a PGR pelo Senado, ele dará seguimento às conclusões do relatório final da CPI que, como todo mundo sabe, será duríssimo com Bolsonaro.”

O que os senadores pretendem da PGR, porém, é outra coisa: a blindagem completa:

“Contra Aras há a acusação da oposição, do STF, dos próprios procuradores e de boa parte da opinião pública de que ele, enquanto PGR, age como advogado de defesa do presidente. A favor, há o fato de que batalhou contra a Lava Jato, que tanto ameaçava os políticos, inclusive senadores que irão sabatiná-lo na CCJ.”

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO