O último ponto

Último procurado na Operação Ponto Final, desdobramento da Lava Jato, o empresário José Carlos Reis Lavouras foi preso na noite de sexta-feira em Portugal, onde estava foragido.

O conselheiro da Federação das Empresas de Transportes de Passageiros do Estado do Rio de Janeiro (Fetranspor) é suspeito de ter recebido R$ 40 milhões no esquema de corrupção do setor, que durava 26 anos, segundo o G1.

De acordo com o delator Edimar Moreira Dantas, funcionário de uma corretora de valores e câmbio do doleiro Álvaro José Novis, a federação, a mando de Lavouras, passou a utilizar os serviços dele para guardar dinheiro e fazer pagamentos de vantagens indevidas a políticos, entre 1990 e 2016.

As ordens para os pagamentos eram dadas unicamente por Lavouras, sempre em bilhetes.

8 comentários

  1. Eu não esperava que, depois do sequestro e morte de José Alves Lavouras, fundador do Grupo JAL – Transportes Flores, no ano de 1993, seus filhos também iriam se transformar em BANDIDOS!

  2. A Ponto Final terá desdobramentos em Minas Gerais? Eu, e a população de Minas Gerais, estamos aguardando ansiosamente a visita da Polícia Federal, em Belo Horizonte, a dois endereços exclusivíssimos: Rua dos Aimorés, 2152, Lourdes. Sede do Sindpas. Rua Aquiles Lobo, 504, Floresta. Sede do SetraBH/Sintram.

  3. José Carlos Reis Lavouras, INDIVÍDUOS IGUAIS Á VOCÊ,SÃO REPULSIVOS. CRIMES CONTRA TODOS OS BRASILEIROS.

  4. A Polícia Federal nem precisa utilizar sua inteligência para capturar bandidos dessa laia. Mal falam português, logo todos tem destino certo, Portugal.

  5. Estou impressionada como estes esquemas – o de Cabral e o de Lula e seus petistas – estão sempre ligados a Portugal! É tanto negócio em Portugal que já está ficando estranho, muita linha solta aí. Lembrando do esquema da Portugal/Telecom com filho de Lula, Zé Dirceu com citações muito suspeitas, turma do Jardim de Infância tirando férias por lá, Arlindo Chinaglia e Gilmar Mendes se encontrando por lá, Franklin Martins com sua esposa e Rose. Enfim, vamos para Portugal!

Comentários temporariamente fechados.
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.