O último refúgio de Lula

O último refúgio de Lula não é o Uruguai, mas a Presidência da República.

Marco Aurélio Mello disse ao Globo que “um candidato a presidente da República que seja réu em primeira instância pode disputar e até tomar posse, se for eleito”.

Relator da ação que proíbe réus na linha sucessória da Presidência da República, o ministro defende a exceção à regra, pois “a Constituição determina que um presidente não pode ser responsabilizado por atos estranhos ao mandato”.

Faça o primeiro comentário