O “verdadeiro operador” de Gleisi

A PGR chamou Paulo Bernardo de “verdadeiro operador” de Gleisi Hoffmann.

A Folha de S. Paulo obteve uma cópia da denúncia contra o casal, assinada por Ela Wiecko.

Ela diz:

“O desempenho dessa função por Paulo Bernardo, como um verdadeiro operador de sua esposa – inclusive valendo-se da importância do Ministério então por ele ocupado –, exatamente como dito por Paulo Roberto Costa e Alberto Youssef, que o apontaram como solicitante da vantagem indevida em favor da codenunciada Gleisi”.

E mais:

“A denúncia aponta elementos concretos em relação à lavagem de dinheiro da propina repassada à Gleisi, com atuação de Paulo Bernardo”.