Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

'O vírus mata, mas o bolsonarismo mostrou-se muito mais letal'

O vírus mata, mas o bolsonarismo mostrou-se muito mais letal
Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

O Brasil atingiu a marca de 400 mil mortes por Covid.

“O país chora o luto de uma tragédia inconcebível. As provas abundam e são vistas a olho nu, sem qualquer esforço: não há dúvidas de que o negacionismo, a omissão ilegal e a sabotagem às vacinas amplificaram dramaticamente a letalidade da pandemia no Brasil”, disse a O Antagonista o senador Fabiano Contarato (Rede).

O vírus mata, mas o bolsonarismo mostrou-se muito mais letal: talvez não possamos nos livrar de uma praga sem expurgar a outra, pois ambas se retroalimentam. Quando nos acovardamos, negligenciando a responsabilização de Bolsonaro, nos tornamos cúmplices de sua política de extermínio do povo brasileiro“, acrescentou.

Para Contarato, a CPI da Covid “é nossa última chance de fazer justiça aos milhares de brasileiros que partiram e aos outros tantos que ainda padecerão”.

Leia mais: Assine a Crusoé, a revista que não tem medo de apontar os verdadeiros culpados pelas mazelas brasileiras.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO