ACESSE

O xeque-mate na Lava Jato

Telegram

O STF usou o debate sobre o habeas corpus de Paulo Maluf para emplacar a tese de que são possíveis embargos infringentes nas turmas, com no mínimo dois votos divergentes.

Emparedado com a possibilidade de ser impedido nos julgamentos da Lava Jato, por causa do HC de Dias Toffoli que cassou sua decisão quanto a Maluf, Edson Fachin abraçou a tese.

É uma saída honrosa para Fachin, mas a admissibilidade dos embargos vai protelar as condenações de criminosos de colarinho branco, que ganharam mais uma instância recursal no STF.

 

A Lava Jato perde.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 63 comentários