OAB X Câmara de São Paulo

A OAB-SP estuda recorrer à Justiça para anular o reajuste salarial de 26,3% autoconcedido pelos vereadores de São Paulo.

Em nota, a Ordem afirmou “lamentar” o aumento e acrescentou que ele “não parece atender ao princípio da moralidade pública.”

Apenas para lembrar: o reajuste foi votado em menos de cinco minutos ontem.

Faça o primeiro comentário