Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

OCDE: 'geração nem-nem' no Brasil é o dobro da de países ricos

Em 2020, 35,9% dos adultos de 18 a 24 anos não estavam nem na escola nem empregados, diz Organização para Cooperação do Desenvolvimento Econômico
OCDE: geração nem-nem no Brasil é o dobro da de países ricos
Foto: Roberto Parizotti/Fotos Públicas

Em 2020, 35,9% dos adultos de 18 a 24 anos no Brasil não estavam nem na escola nem empregados, aponta um relatório da Organização para Cooperação do Desenvolvimento Econômico (OCDE) divulgado nesta quinta-feira, 16.

A taxa da chamada ‘geração nem-nem’ é o dobro da de países ricos, e coloca o país atrás da Turquia (32,2%) e da Colômbia (34,5%), por exemplo.

O Brasil já alcançava taxas acima da média de jovens “nem-nem” nos anos anteriores, mas o indicador subiu ainda mais na pandemia, ressalta o Estadão. Em 2018, era de 30,6%.

Além disso, o índice de desemprego de adultos entre 25 e 34 anos que não concluíram o ensino médio também cresceu acima da média no Brasil.

“Três em cada dez jovens nessa faixa etária estão empregados, apesar de não frequentarem a escola ou um curso superior, mas 13% não estão nem na escola nem empregados. Há ainda 23% que não estudam nem procuram emprego (inativos). Os dados fazem parte do relatório Education at a Glance 2021, que reúne informações sobre escolarização, trabalho e disparidades de gênero.”

Mais notícias
TOPO