Odebrecht acertou pagamento a filme de Lula por meio de produtora

Telegram

No novo conjunto de e-mails entregue à Lava Jato, Marcelo Odebrecht combina com seus executivo o apoio financeiro ao filme “Lula, o filho do Brasil”.

Segundo ele, o aporte estava sendo negociado por Gilberto Carvalho, “o seminarista”, com uma “produtora” de João Rodarte, dono da CDN, e Roberto D’Ávila.

“Nosso apoio será de 750 mil e não apareceremos. Rossana está cuidando da operação com João Rodarte/Roberto D´’Avila”, escreve o executivo Marcos Wilson a Marcelo Odebrecht.

ODEBRECHT: VINGANÇA EM FAMÍLIA E NOVAS REVELAÇÕES PARA A LAVA JATO. CONFIRA

Comentários

  • Ana -

    Roberto D'Ávila...seu pilantra empedernido!!!

  • hombre -

    Roberto D'Avila, decadência com elegância...

  • nena -

    Moritz disse: 1 de Março de 2018 às 14:58 Dinheiro de propina financiando o culto da personalidade, bem ao estilo stalinista. entre na conversa E também estilo hitlerista, norte-coreanista, maoista, guevarista, castrista, chavista, kichnerista e dilmista.

Ler 47 comentários