Odebrecht: “Depois 21M p/GM e 2 para V + Z”

O Estadão noticia que a PF suspeita de mais repasses de propina da Odebrecht a Guido Mantega e também Cândido Vaccarezza e Carlos Zarattini, em 2011.

“A anotação sob suspeita dos investigadores está no celular de Marcelo Odebrecht, em uma pasta intitulada como ‘Crédito’ e com a expressão ‘BMX: Vacareza e Zaratini 3%, sendo 3 deles, mais 1 GM até outubro. Depois 21M p/GM e 2 para V + Z’.”

De acordo com o Estadão, “para a PF, a referência aos então deputados e ao ex-ministro (identificado pela sigla GM) estariam relacionadas às obras da BMX Empreendimento Imobiliário e Participações S/A, uma incorporadora responsável pela obra Parque da Cidade – construções residenciais, comerciais e até um shopping feito pela Odebrecht na capital paulista”.