Odebrecht deveria ser expulsa da Braskem

A Braskem pagou US$ 250 milhões em propinas. Como a Petrobras possui 30% do capital, na prática a Odebrecht retirou do caixa da Petrobras US$ 75 milhões para pagar propinas.

Isso caracteriza gestão fraudulenta e lesiva aos sócios minoritários.

Pela lei das S/A, a Odebrecht deveria ter os seus membros no Conselho de Administração suspensos e os demais membros deveriam eleger uma nova diretoria SEM A PARTICIPAÇÃO DA ODEBRECHT na gestão da Braskem.

É o mínimo.