Odebrecht e OAS juntas

O sítio de Lula foi reformado pela Odebrecht no fim de 2010.

Mas a OAS reformou sua cozinha em abril de 2014.

O Antagonista publicou:

“A cozinha do sítio de Atibaia custou cerca de R$ 200 mil, valor cheio, pago à vista, sem chororô. O orçamento foi aprovado por Fernando Bittar e quitado pelo representante da OAS, que levou o dinheiro numa maleta executiva.

A nota fiscal foi emitida em nome do sócio de Lulinha.

O acabamento da cozinha é de alto padrão, mas não tem luxos. Os armários são de MDF com laminado de madeira, bancada da pia em Corian e eletros da linha gourmet da Brastemp”.

Faça o primeiro comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200