Odebrecht fez pagamentos periódicos a João Santana

Em sua decisão de prorrogar a prisão de João Santana e Mônica Moura, o juiz Sérgio Moro também destacou a apreensão de documentos que indicam que a Odebrecht fez “pagamentos periódicos” ao casal de feirantes.

Ele cita a planilha “Posição Programa Especial Italiano”, que foi apreendida no endereço eletrônico de Fernando Migliaccio da Silva.

“Ela contém diversas anotações que apontam para provável pagamento de propinas ou de financiamento ilegal de campanhas, no Brasil e no exterior, pela Odebrecht”.