OEA vai fazer o básico: denunciar a ditadura na Venezuela

A OEA deve se reunir amanhã para discutir a situação da Venezuela.

Entre os jargões e eufemismos diplomáticos, a disposição dos 35 países-membros é afirmar que as decisões do tribunal supremo venezuelano “são incompatíveis com a prática democrática e uma violação da ordem constitucional.”

Na língua das pessoas comuns, isso quer dizer que a ditadura venezuelana se aprofundou.

Faça o primeiro comentário