Ofensa ao Judiciário

Edson Fachin afirma, em seu voto na ação de medidas cautelares, que “ampliar imunidade parlamentar” ofende o Judiciário.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

  1. Pq quando foi contra o cunha valia afastar e contra o aécio não vale mais? quando Marco Aurélio Melo afastou Renan a desculpa para derrubar a decisão é que ela foi Monocrática, só que agora contra aécio não podem dar a mesma desculpa pq a decisão foi dada por um colegiado, por que o Marco Aurélio Melo queria tanto afastar Renan por ser réu mais não quer afastar aécio que foi pego no ato do crime? porque processos contra Fernando collor de melo (primo de Marco aurélio Melo) nunca vão para frente e sempre ficam no lugar mais fundo da gaveta? são questões que o STF tinha o dever de explicar pq até pra quem não entende muito de direito consegue ver muitas incoerências nas ações do supremo.E fica uma reflexão se o supremo que tem competência para julgar os parlamentares não pode aplicar prisão e nenhuma medida alternativa em um parlamentar por que gastar dinheiro com processo, investigação se não vai poder punir o culpado, e vou além por que gastar dinheiro com o Supremo

  2. Ler mais 17 comentários
    1. Pq quando foi contra o cunha valia afastar e contra o aécio não vale mais? quando Marco Aurélio Melo afastou Renan a desculpa para derrubar a decisão é que ela foi Monocrática, só que agora contra aécio não podem dar a mesma desculpa pq a decisão foi dada por um colegiado, por que o Marco Aurélio Melo queria tanto afastar Renan por ser réu mais não quer afastar aécio que foi pego no ato do crime? porque processos contra Fernando collor de melo (primo de Marco aurélio Melo) nunca vão para frente e sempre ficam no lugar mais fundo da gaveta? são questões que o STF tinha o dever de explicar pq até pra quem não entende muito de direito consegue ver muitas incoerências nas ações do supremo.E fica uma reflexão se o supremo que tem competência para julgar os parlamentares não pode aplicar prisão e nenhuma medida alternativa em um parlamentar por que gastar dinheiro com processo, investigação se não vai poder punir o culpado, e vou além por que gastar dinheiro com o Supremo

    2. Parabéns, ministro Fachin! Entendimento diverso significaria que o povo brasileiro (obrigado ao voto) seria, então, constrangido a conceder impunidade, de tempos em tempos, a alguns privilegiados? Hipocrisia é se usar o povo como argumento para q políticos se tornem inimputáveis. O povo não elegeu seus representantes para que possam delinquir sem responder por seus atos.

    3. O povo nem entendeu o que ele falou, o povo não tem vocabulario suficiente para entender qualquer coisa que o Fachin falou, como o povo pode ser sentir ofendido em ouvir algo que não entendeu uma linha? kkkk

    4. No meu entender, o Min Fachin, está mais do que correto em sua decisão. O advento do foro privilégiado e toda essa blindagem a um simples parlamentar, é simplesmente uma vergonha.

    5. Fachin resumiu muito bem o busílis: inviolabilidade parlamentar protege atos vinculados ao mandato e a prática criminosa não faz parte dele. Eleitor não confere ao parlamentar um salvo-conduto para praticar crimes.

      1. O povo nem entendeu o que ele falou, o povo não tem vocabulario suficiente para entender qualquer coisa que o Fachin falou, como o povo pode ser sentir ofendido em ouvir algo que não entendeu uma linha? kkkk