Oficial de Justiça barrada na Alerj

Flavio Serafini, do PSOL, interrompeu a sessão plenária da Alerj para denunciar que uma oficial de Justiça havia sido barrada pela segurança.

Logo depois, ela foi barrada novamente no plenário. A oficial levava a autorização para que as galerias possam ser ocupadas.

Temas relacionados:

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

  1. Nem os próprios políticos sabiam que tinham tanto poder. Satisfeito agora STF? Os caras não estão obrigados a cumprir ordem judicial e se recusam até a receber oficial de justiça e tudo bem!

Ler mais 4 comentários
  1. Nem os próprios políticos sabiam que tinham tanto poder. Satisfeito agora STF? Os caras não estão obrigados a cumprir ordem judicial e se recusam até a receber oficial de justiça e tudo bem!