Okamotto lava propina para Lula

Paulo Okamotto lavou a propina da OAS para Lula.

Um relatório da Lava Jato, reproduzido pelo Estadão, diz:

“Paulo Tarciso Okamotto foi quem viabilizou, entre janeiro de 2011 e janeiro de 2016, a lavagem de R$ 1.292.210,40 do dinheiro da OAS em favor de Lula. Esse foi o montante que foi repassado pela Construtora OAS à Granero, em benefício de Lula e com o concurso de Paulo Tarciso Okamotto, sob a falsa premissa de quitação de contrato de ‘armazenagem de materiais de escritório e mobiliário corporativa de propriedade da Construtora OAS Ltda’.

O contrato entre a OAS e a Granero foi forjado por Paulo Okamotto em 22 de dezembro de 2010, quando Lula ainda era presidente da República. Mas o crime continuou a ser praticado até algumas semanas atrás.

Diz o relatório:

“A última atuação ilícita de Paulo Tarciso Okamotto nessa fraude ocorreu no mês passado, em 12 de janeiro de 2016, quando ele indicou agentes para retirar os bens pessoais de Lula armazenados pela Granero. Até o presente momento não se sabe exatamente quais eram tais itens, tampouco para onde foram, sendo Paulo Tarciso Okamotto um personagem central para esclarecê-lo”.

Faça o primeiro comentário