Olha que coisa mais feia, mais vazia de Graça…

O ministro das Minas e Energia, Eduardo Braga, confirmou que Graça Foster continuará na presidência da Petrobras, porque não haveria prova do seu envolvimento no Petrolão. Mas o doutor não se contentou em ofender o bom-senso e os bons costumes — ele resolveu esculachar. Disse que Graça Foster ficará para — atenção — dar um fim à corrupção dentro da empresa, porque ela “conhece o sistema Petrobras como poucos.”
Se Graça Foster estivesse por fora do esquema do Petrolão, não teria repassado imóveis seus para familiares, antes que o TCU retomasse o julgamento sobre a indisponibilidade de bens de gestores da Petrobras, inclusive os dela. O julgamento deve recomeçar em breve, como antecipamos, porque o ministro Aroldo Cedraz já tirou o traseiro de cima do processo. Ao registrar imóveis em nome de terceiros, enquanto permanecia pendente em tribunal a questão sobre a indisponibilidade de seus bens, GRAÇA FOSTER COMETEU UM CRIME CHAMADO FRAUDE À EXECUÇÃO.
Na essência, portanto, o advogado de Nestor Cerveró tem razão em dizer que ela também deveria ter sido presa. Daí a pressa de Graça Foster em divulgar uma nota, via Petrobras, afirmando que a transmissão dos seus bens foi dentro da lei.
Ainda que estivesse por fora do esquema do Petrolão, e O Antagonista acha que isso é um conto-da-carochinha, o fato de tudo ter acontecido sob o nariz de Graça Foster só permite uma conclusão — a de que ela não conhece tão bem assim o “sistema Petrobras”. 
Graça Foster deveria ser saída da Petrobras, e se não o foi deve ser porque sabe demais sobre gente demais do “sistema PT”.

Faça o primeiro comentário