Olho na realidade

A justiça de Sérgio Moro empolga pela simplicidade. O ponto de vista do juiz federal que tornou a Lava Jato possível evita rodeios, evita o juridiquês, evita confundir aqueles que não são do meio jurídico.

Leiam o que o juiz federal respondeu ao Estadão:

“A lei deve valer para todos. No processo penal, o inocente deve ser absolvido e o culpado condenado. Se condenado, deve sofrer as consequências. A existência de brechas processuais que permitem impunidade independentemente da culpa do acusado é algo anormal e reprovável, não só no Brasil, mas em qualquer lugar do mundo. Eliminar brechas é algo louvável e, em minha opinião, o Supremo, com todo o respeito à minoria vencida, agiu corretamente, com o olho na realidade do processo penal brasileiro.”