Olimpio alega que "adequação da legislação das polícias não tem nada a ver com Bolsonaro"

Olimpio alega que “adequação da legislação das polícias não tem nada a ver com Bolsonaro”
Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

O senador Major Olimpio (PSL) acredita que houve um “ruído de comunicação” sobre as propostas no Congresso para dar mais autonomia às polícias.

“Não tem nada a ver com o governo Bolsonaro isso. Todo mundo se assustou porque o Bolsonaro é um Donald Trump piorado, mas a adequação da legislação das polícias não tem nada a ver com Bolsonaro”, disse ele a O Antagonista.

Olimpio defendeu “atualização” das legislações que regem as polícias, principalmente no que diz respeito às progressões nas carreiras.

“Acho que está havendo uma má interpretação. Em momento algum, se afronta o comando dos governadores. Foi um tremendo ruído de comunicação, até porque um confronto com os governadores praticamente enterraria o projeto.”

O senador chamou de “absurdo” dizer que as mudanças favoreceria um “autogolpe”.

“Não se questiona a subordinação das polícias aos governadores. O Capitão Augusto pode ter falado alguma ‘bolsonarice’ sem querer. Sobre lista tríplice [para comandante-geral e delegado-geral], todas as áreas têm lista tríplice praticamente, e isso não significa que é uma amarração.”

Olimpio disse também que acompanha esse tema “há mais de 40 anos” e que “Bolsonaro não teve participação” nesse debate. Os responsáveis pelas propostas de Lei Orgânica para as polícias Civil e Militar disseram a O Antagonista que o ministro André Mendonça, da Justiça e Segurança Pública, está participando das discussões.

Leia mais: Crusoé procurou psicólogos e psiquiatras para entender o comportamento do presidente à luz dessas ciências
Mais notícias
TOPO