Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Omar Aziz afirma que é inadmissível Bolsonaro defender “tratamento precoce” na ONU

Para o parlamentar, o presidente da República envergonhou o Brasil ao apoiar a prescrição de medicamentos sem comprovação científica
Omar Aziz afirma que é inadmissível Bolsonaro defender “tratamento precoce” na ONU
Foto: Pedro França/Agência Senado

O presidente da CPI da Covid, Omar Aziz (PSD-AM), criticou há pouco o discurso de Jair Bolsonaro na abertura da Assembleia Geral da ONU.

Durante o evento, o presidente da República minimizou a importância da vacinação e disse que ele era uma prova viva da existência do “tratamento precoce”, com medicamentos sem comprovação científica.

“É inadmissível que um chefe de uma nação de 220 milhões de brasileiros se contraponha à ciência mundial, sem nunca ter passado perto de uma faculdade de medicina, ouvindo ‘pitaqueiros’, ‘gabinete paralelos’… Ele nos envergonha perante o mundo”, disse Aziz.

“Ele está defendendo algo que nenhum cidadão no mundo defende. Mas o nosso presidente nos dá de presente, depois de quase 600 mil mortes, um discurso nesse sentido. Aí, como diria uma pessoa que eu conheço, só Deus para mudar a cabeça de um ser humano que ainda fala em tratamento precoce”, declarou Aziz.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO