Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Omar Aziz: CPI da Covid não será "caça às bruxas" e servirá para "aprendermos com erros"

Omar Aziz: CPI da Covid não será “caça às bruxas” e servirá para “aprendermos com erros”
Foto: Alex Pazuello/Agecom-AM

O senador Omar Aziz, do PSD do Amazonas, um dos 11 titulares da CPI da Covid, disse a O Antagonista que a comissão não será “somente uma caça às bruxas” e poderá funcionar em clima harmônico.

“Este Senado nunca teve esse comportamento [de conflitos]. No Senado, não tem Centrão, não tem base do governo, não tem oposição. Lá tem discernimento”, alegou.

Aziz ponderou que, embora a CPI não precise ter como meta, no entender dele, “achar responsáveis”, algumas respostas serão buscadas.

Precisamos saber, por exemplo, por que o Brasil não participou dos consórcios e não comprou mais vacinas lá atrás. Precisamos entender melhor essa história da falta de oxigênio no Amazonas e da falta de medicamentos para intubação no país inteiro. Estamos passando pela segunda onda e não sabemos se haverá uma terceira, uma quarta, uma quinta… Temos que aprender com os erros, pegar as experiências negativas até aqui, para que possamos fazer propostas olhando para frente. A Covid não é uma doença que vai passar.”

Sem querer arriscar uma data, Aziz acrescentou que “a CPI não vai demorar a começar” e opinou que a comissão poderá perfeitamente funcionar de maneira presencial.

Só existe uma pauta hoje no Brasil: a pandemia. Com 11 titulares apenas, acho que dá para fazer presencial, sim.”

Leia mais: Assine a Crusoé e apoie a o jornalismo independente.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO