Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Omar Aziz: “Não vou votar o relatório do G7. É o relatório do Renan”

Presidente da CPI da Covid afirma que somente vai voltar a conversar sobre o parecer com o relator após a apresentação oficial do documento
Omar Aziz: “Não vou votar o relatório do G7. É o relatório do Renan”
Foto: Adriano Machado/Crusoé

O presidente da CPI da Covid, Omar Aziz (PSD-AM), afirmou há pouco a O Antagonista que não irá conversar com o relator do colegiado, Renan Calheiros (MDB-AL), antes da apresentação oficial do relatório final.

Para ele, o parecer agora é uma responsabilidade exclusiva do relator da CPI, não mais do G7 – grupo de senadores independentes e de oposição.

“Eu só vou [me reunir com Renan] depois de ver o relatório. Depois que ele apresentar o relatório, se faltar alguma coisa, vamos fazer as ponderações. Agora, eu não vou sentar com o Renan antes disso para dizer: ‘Eu não concordo com esse crime ou com outro’”, disse Aziz a O Antagonista.

“Vou votar o relatório do Renan. Não é mais o [relatório] do G7. Não era isso que ele queria? Se o relatório for desqualificado na Justiça, o problema é dele [Renan], não é mais meu. Quem fez a confusão? Não fomos nós. Ele não tem o direito de retirar nenhuma das coisas que ele vazou na imprensa. Ele não tem esse direito”, afirmou o presidente da CPI.

Mais cedo, em conversa com jornalistas, Aziz já havia feito várias críticas ao relator do colegiado.

“Tudo que foi vazado o senador Omar vota a favor, e espero que [Renan] não se esforce para retirar, porque ninguém é besta aqui”, declarou.

“Tudo que saiu na imprensa eu vou exigir que ele mantenha no relatório. Porque ele não vai jogar e depois tirar. Vai tirar por quê? Por que o açodamento então em vazar? A sugestão minha é que ele mantenha tudo aquilo que ele vazou. Para não ter dúvida sobre o nosso comportamento.”

Para irritação da maioria do G7, trechos do parecer de Renan foram publicados pela imprensa antes do aval dos parlamentares que integram o grupo. Alguns senadores afirmam que o relator da CPI quebrou acordo ao ter vazado trechos do seu parecer.

Renan pretendia conversar com integrantes do G7 ao longo da tarde para tentar arrefecer os ânimos e buscar um consenso em relação ao seu relatório. O Antagonista apurou que apenas o vice-presidente da CPI, Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e Humberto Costa (PT-PE) estavam dispostos a conversar com o relator da CPI.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO