Onde estava Adalclever?

O grupo de Fernando Pimentel já havia estranhado quando, no Dia de Tiradentes, o presidente da Assembleia Legislativa de Minas, Adalclever Lopes, não compareceu à tradicional cerimônia da Medalha da Inconfidência, maior honraria do governo estadual.

Cinco dias depois, veio a abertura do processo de impeachment contra o governador.

Leia também:

O que quer o presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 16 comentários
  1. COMÃ O NOME DO CIDADÃO ?
    ESSE NÃO VAI NA BAHIA.
    P I LA N TR EL E SUA DIGNÍSSIMA CONTINUAM FIRMES E FORTES,APOIANDO IOLANDA/JANETE AO CARGO DE SENADORA.
    NAS GERAIS O 2º COLÉGIO ELEITORAL VALE TUDO,MAS SEGUNDO TIM MAIA.

  2. O Adalclever estava com o Alcebíades, irmão do Arquiteclínio Petrocoquínio. Aquele que andava sempre com o Ausbkhiyshueiz Persegonha, lembra?
    Pode perguntar para o Loprefâncio, marido da Valdelícia Tacafundo. Ele sabe de tudo!

  3. ADALCLEVER!?!?!? O que é isso? Um verbo? O pai desse sujeito devia estar ou bêbado ou com uma put@ raiva quando ele nasceu. Ou então esse não é o nome desse camarada e vocês estão de sacanagem.

  4. É o PT, useiro e vezeiro em descartar seus aliados em prol de seus projetos fechados, provando do próprio veneno. ‘Traição em cima de traição, não recebe perdão, tampouco condenação.’

  5. Estava no cartório, tentando mudar de nome.
    .
    A propósito, os cartórios são contra o cadastro positivo.
    É bom para o Brasil? Não importa.
    Os cartórios não querem perder suas boquinhas.

  6. Aliás, não me recordo de ver nesse site, quem recebeu a medalha da Inconfidência nesse ano.
    Simpática ou não ao tal Clever, também não teria ido.
    O ixpertinho pode ter lá suas razões para não se fazer presente. Nesse caso fez o certo.
    No mais, é um babaca que ainda não acordou para a vida que nasce a cada dia.