Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

ONS pressionou Petrobras a manter ligada usina que precisava de manutenção

A estatal desligou uma termelétrica alegando risco de “falha catastrófica” na estrutura da unidade
ONS pressionou Petrobras a manter ligada usina que precisava de manutenção
Foto: Agência Petrobras

O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) pressionou a Petrobras a manter o funcionamento de uma termelétrica em Mato Grosso do Sul que precisava de manutenção.

Um comunicado obtido pelo Estadão mostra que a estatal alegou risco de “falha catastrófica” na estrutura da unidade e que a usina foi desligada apesar da insistência do órgão.

Três dias antes da paralisação da usina de Três Lagoas, agendada no dia 31 de agosto, o Operador rejeitou o pedido da Petrobras e afirmou que “em função do cenário energético, com cargas elevadas e alto despacho térmico”, tinha que manter a “máxima disponibilidade de unidades geradoras”.

Em resposta, a Petrobras afirmou:

Diante das recomendações do fabricante (dos equipamentos da usina) e da equipe de engenharia e, ainda, frente ao risco de falha catastrófica desta turbina, a Petrobras necessitou prosseguir com a parada emergencial”.

Em julho, o ONS pediu que todas as usinas de eletricidade adiassem as manutenções programadas para o segundo semestre. A medida tem como objetivo garantir o fornecimento de energia elétrica neste ano, evitando apagões e racionamento.

Mais notícias
TOPO