Onyx não abre mão do foro

A Primeira Turma pode julgar hoje um pedido de Onyx Lorenzoni para manter no STF investigação sobre recebimento de R$ 300 mil da JBS em 2012 e 2014.

Marco Aurélio Mello enviou o caso à primeira instância da Justiça Eleitoral, por entender que o suposto caixa 2 não tinha relação com o mandato de deputado federal.

Mesmo no cargo atual de ministro-chefe da Casa Civil, Onyx argumenta que o recebimento foi feito quando era deputado e em razão do cargo, razão pela qual o caso deve ficar no STF.

Comentários

  • Karmen -

    era cem, depois mais cem...e agora mais cem????? verme

  • Nina -

    Onyx tem batom na cueca. Tudo continua igual. O Palácio continua precisando de uma dedetização.

  • Luis -

    Quando este sujeito, do Dem foi colocadona casa civil, não cheirou bem. Poderia ser a antevisão de um possível acordão pró impunidade. Logo saberemos, se não vetar total, o abuso...adeus ilusão

Ler 28 comentários