Onyx se reuniu com candidato ao comando da política externa de Bolsonaro

O Antagonista apurou que o Onyx Lorenzoni teve hoje uma longa reunião com o embaixador Luís Fernando Serra.

Até meados do ano, Serra comandou a embaixada do Brasil na Coreia do Sul. Ele se aproximou de Jair Bolsonaro durante visita do então pré-candidato pela Ásia no início do ano.

O diplomata serviu em Gana, Alemanha e França. É compadre do embaixador Mauro Vieira, que foi ministro das Relações Exteriores no segundo mandato de Dilma.

 

A grande imprensa está, é claro, atrasada no episódio do convite de Bolsonaro a Sergio Moro... LEIA AQUI

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 33 comentários
  1. Presidente Bolsonaro, estamos com saudades dos seus vídeos nos dando noticias contando o que esta acontecendo. Alguém tem que fazer a integração dos planos de governo do Presidente e seus Ministr

  2. Se fosse só amigo de esquerdopata já seria uma temeridade,imagina ser ainda compadre!!!De petralhas,seres do mal,há que se ter distância!!!O Bolsonaro não pode de forma alguma ter comunas no gove

    1. despachando ambulancia do pinel prá te recolher agora ou se preferir posso arranjar prá ficar na salinha junto com teu idolo maior

  3. brasiLIXEIROS do PQP ##### O FDP das Relação Externas Esteve em GANA. Faltou Estar em Moçambique, Angola e Guiné Equatorial PARA a GAMBIARRA SER PERFEITA ##### PQP, o PQP é o PQP do PQP #########

  4. Só dois ministros competentes até agora: Heleno e Moro…Inteligência e etc passa longe de ser boa indicação…só inteligência não basta, tem que ter comprovada competência e isso, só dois.

    1. Competentes?? como assim?? ainda vão ter que mostrar a que vieram?? só de blá blá blá e com o sistema político atual, não se governa.

    1. Não fale o que vc não sabe. Se o Onix foi conversar com ele é porque o Bolsonaro conversou com o Onix antes. Quem vai escolher os ministros é o Bolsonaro, ele já deixou claro isso.

  5. Os assessores da equipe de Jair Bolsonaro devem estar se encontrando com tanta gente, que a maioria não deve estar nem no top 5. Sendo assim, prefiro esperar as tuitadas do capitão.

    1. Assino embaixo. O negócio é esperar para ver quem o presidente vai endossar. Tem tanta gente se oferecendo ou sendo empurrada que não dá para confiar em nada do que a mídia fala.