ACESSE

Operação contra MBL apreende maconha e R$ 100 mil

Telegram

A Operação Juno Moneta, deflagrada hoje contra o MBL, apreendeu cerca de R$ 100 mil e maconha “em quantidade compatível para uso pessoal”, segundo a Polícia Civil de São Paulo.

Foram cumpridos seis mandados de busca e apreensão. Os agentes coletaram celulares, computadores, HDs e pendrives, além de documentos impressos.

A Polícia não informou onde foram encontrados o dinheiro e a droga. O MBL diz que não foi na sede do movimento, mas em outros locais da busca e apreensão.

Todo o material foi levado para o Ministério Público de São Paulo, responsável pelas investigações junto com a Polícia Civil do estado e a Receita Federal.

A operação mobilizou cerca de 35 policiais civis em 16 viaturas.

Como informamos mais cedo, foram presos Alessander Monaco Ferreira e Carlos Augusto de Moraes Afonso, conhecido como Luciano Ayan — o MBL diz que eles não integram o movimento.

Os dois foram levados para o 2º Distrito Policial do Departamento de Polícia Judiciária da Capital (Decap), responsável por investigações na cidade de São Paulo.

De acordo com os investigadores, há transações suspeitas e indícios de lavagem de dinheiro e sonegação fiscal em empresas ligadas ao grupo, além de “confusão jurídica empresarial” entre o MBL e o Movimento de Renovação Liberal (MRL).

O MBL diz que se trata de uma armação.

Leia mais: Comprovação do elo entre a Presidência da República e o gabinete do ódio complica Bolsonaro. Clique e leia

Comentários

  • Elisabete -

    Bolsonaro mexendo seus pauzinhos. O marginal trabalhando

  • Gil -

    É Brasil! Para onde quer que se olhe, tem sujeira. Já não sei mais em quem acreditar.

  • TADEU -

    Imagino caso fosse no acampamento dos defensores deste governo estaria milhares de reporte e TVs em frente o Palácio em Brasília 🇧🇷🇧🇷🇧🇷

Ler 67 comentários