Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Operação da PF mira corrupção em contratos da Saúde no Amapá

Os agentes foram às ruas para cumprir 11 mandados de busca e apreensão; a empresa investigada teria recebido 15,7 milhões de reais entre 2019 e 2021
Operação da PF mira corrupção em contratos da Saúde no Amapá
Foto: Polícia Federal

A Polícia Federal deflagrou hoje uma operação contra um suposto esquema de corrupção em contratos da área da Saúde do governo do Amapá. São investigados crimes de corrupção ativa e passiva, dispensa indevida de licitação, advocacia administrativa e associação criminosa. Empresários, servidores e um político do estado estão na mira.

Os agentes foram às ruas de Macapá e Santana para cumprir 11 mandados de busca e apreensão, que foram expedidos pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região. A ofensiva é um desdobramento da operação Terça Parte, deflagrada em maio deste ano, para apurar o crime de “rachadinha” na Assembleia Legislativa do Amapá (Alap).

Segundo a PF, “um político se valia de sua influência junto a um servidor da  Secretaria de Estado da Saúde para favorecer uma empresa de prestação de serviço hospitalar e garantir contratações, a partir de dispensa de licitação, envolvendo recursos públicos do SUS”. A corporação acrescentou que, em troca, eram oferecidas vantagens indevidas aos agentes públicos na forma de pagamentos e negociação de cargos públicos. A empresa investigada teria recebido 15,7 milhões de reais entre os anos de 2019 e 2021.

Mais notícias
TOPO