ACESSE

Oposição quer impeachment de Augusto Heleno: "Não há mais como permanecermos silentes"

Telegram

Os deputados federais Tadeu Alencar e Lídice da Mata, ambos do PSB, protocolaram na Procuradoria-Geral da República uma representação para que seja apurado se Augusto Heleno cometeu crime de responsabilidade na nota que falava em “consequências imprevisíveis para a estabilidade nacional” se o celular de Jair Bolsonaro fosse apreendido.

Os parlamentares da oposição querem o impeachment do ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI).

“Não há mais como permanecermos silentes, acovardados diante de tamanha agressão às instituições e à Constituição Federal, enquanto o vírus autoritário se dissemina e tem potencial de se multiplicar em velocidade estrondosa, não raro, apoiada na mais sofisticada rede de fakenews que esgarça petulantemente o tecido da nossa jovem democracia”, diz trecho da representação.

Os deputados afirmam, também no documento, que a declaração de Augusto Heleno foi fato “gravíssimo”.

“Não podemos amesquinhar o Estado de Direito adoçando a boca dos áulicos de todos os regimes de força, se não opusermos às suas violações, simuladas ou descaradas como essa, os remédios constitucionais e legais que dão coesão democrática à sociedade brasileira, e que devem ser utilizados com toda a parcimônia, com refletida responsabilidade, exatamente para que eles sejam usados sem titubeios, com firme serenidade, quando tais violações sejam graves e inequívocas e assim os exigirem.”

Leia também: Bolsonaro mandou investigar Witzel?

Comentários

  • Eduardo -

    Mais do que correto. Todo ataque à democracia deve ser severamente punido.

  • Gilberto -

    Mais uma petição inepta que será arquivada. Serve apenas para fazer barulho com a repercussão que a mídia tenta dar e tumultuar ainda mais o ambiente.

  • Marcio -

    Tem que ter IMPEACHMENT não só do general como do Bolsolula. FORA BOLSOLULA.

Ler 55 comentários