Os acarajés da Feira

A secretária da Odebrecht que foi presa pela Lava Jato, acusada de repassar “acarajés” a João Santana e sua mulher, passou a colaborar com o Ministério Público Federal.

Como informa a reportagem da Folha de S. Paulo, ela poderá esclarecer a planilha “Paulistinha”, encontrada em sua casa, em que foram registrados 41 repasses a “Feira”, entre 2014 e 2015, totalizando 21,5 milhões de reais.

Ela poderá esclarecer também a planilha “Feira-evento 2014”.

Se quiser fechar um acordo com a Lava Jato, portanto, Dona Xepa precisa correr.