Os alvos da nova PF

Como já publicamos, a Polícia Federal prendeu mais cedo um advogado que cobrou 2 milhões de reais para livrar um prefeito no STJ e no STF.

Fontes da PF informam que o sujeito se chama Antonio Amauri Malaquias De Pinho, que foi candidato a vereador em Vila Boa, Goiás.

Um grandessíssimo desconhecido.

Temas relacionados:

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Ler mais 26 comentários
  1. A PF está disciplinando o mercado. 2 Milhões é muito pouco. Por aqui, tempos atrás, apareceu um que, comentavam alguns, cobrava 10 milhões para livrar o réu no STF. 5 para ele e 5 para o juiz, dizia.

  2. Em primeiro lugar, Antagonistas, não é “grandissíssimo”, mas sím “grandecíssimo” ou “grandíssimo”. Em segundo lugar, o fato do cidadão ser desconhecido inviabiliza, dereua impedir ou deslustra a ação da tal “nova PF” de vocês? A “nova PF” deve dedicar-se apenas à caça de gente conhecida ou vagabundos desconhecidos devem ter trânsito livre? Pelo visto, o trauma pela debacle, exposição e desmoralização da maracutaia de vocês afetou não somente o raciocínio como também a gramática deste site de humor e negócios, hein? Repousem, recomponham-se e, pelo amor de Deus, mandem exorcizar esta joça de uma vez por todas, para evitar mais e maiores vexames.

    1. Grandessíssimo está correto. Desconhecido idem, um município com pouco mais de 5.000 habitantes e um advogado candidato a vereador, só pode ser conhecido por parentes ou amigos. 🙂

  3. Se esse desconhecido conseguiu escapar do STJ e STF, imagine um cara do nipe do MOLUSCO.
    Se já pegaram o advogado, ta tudo beleza.
    Agora será como ele conseguiu essa proeza?? tem gente grande envolvida nisso ou não?? falai ai pra nos ANTAS.

    Bom, vamos manter isso então, viu??

    A economia ta crescendo na mão, e vai bombar em 2018.
    O povo nem vai mais lembrar disso, viu?

  4. A PF anterior pegaria os kays, os ariz, os podv, os achado, os oloboti. Essa do Sarney pega rábula mixuruca, estelionatário de rodoviária. A PF vai ser isso agora. Voltará ao que era antes da LJ, quando se tornou o orgulho do Brasil.Ah, os “ministros” não estavam envolvidos, né? Nem os tipos dos gabinetes. Sei.