Os atos de campanha sem Bolsonaro

Major Olímpio reconheceu à Folha que, sem Jair Bolsonaro, fica mais difícil “levar milhares de pessoas às ruas”.

O candidato ao Senado pelo PSL em São Paulo, diz a reportagem, tenta casar sua agenda com a do vice, Hamilton Mourão, e a de Eduardo Bolsonaro.

“Não temos essa capacidade de levar milhares de pessoas às ruas, como é uma característica e uma força do Jair Bolsonaro. Mas vamos levar a mensagem.”

A “mensagem”, acrescenta a Folha, passa por transmitir “coesão absoluta” da coligação.

Comentários

  • PAULO -

    Dirceu está livre!!! Tiraram Bolsonaro da campanha, matá-lo era o plano A, o plano B seria feri-lo gravemente para tirá-lo das ruas, enfraquecê-lo de qualquer forma já que as multidões o acompan

  • Silvana -

    Major Olimpio ja tem meu voto! Vamos ajudar Bolsonaro fazendo trabalho de formiguinha...falo com muitas pessoas ao longo do dia, Bolsonaro está crescendo

  • Marcelo -

    Depois do atentado dos comunistas esquerdopatas o Mito ficará alguns dias fora de combate. Mourão deve conduzir a campanha!

Ler 77 comentários