ACESSE

Os bens que serão entregues pelo doleiro dos doleiros

Telegram

Ao fechar o acordo de delação premiada com a Lava Jato, o doleiro Dario Messer se comprometeu a abrir mão de um patrimônio estimado em R$ 1 bilhão.

Entre as contas bancárias e bens barganhados, segundo a CNN Brasil, o doleiro dos doleiros vai ter de devolver:

— “R$ 60 milhões de uma conta nas Bahamas;

— R$ 3 milhões em um banco no Brasil;

— R$ 2,5 milhões depositados no Paraguai;

— a participação em uma cobertura na avenida Delfim Moreira, no Leblon, avaliada em R$ 40 milhões;

— R$ 60 milhões em contas de empresas imobiliárias;

— R$ 23,8 milhões em imóveis das mesmas companhias;

— outros imóveis, automóveis, animais e máquinas das fazendas em nome da empresa Chai, a maioria localizada no Paraguai, estimados em US$ 120 milhões (mais de R$ 600 milhões);

— mais imóveis, automóveis, animais e máquinas das fazendas em nome da empresa Matrix, também no Paraguai, estimados em US$ 30 milhões de dólares (mais de R$ 150 milhões);

— US$ 6 milhões (ou R$ 30 milhões) da Fazenda Tournon, também no Paraguai;

— US$ 2 milhões de dólares (R$ 10 milhões) de um apartamento em Nova York registrado no nome de uma offshore;

— 14 obras de arte de valor ainda inestimado, sendo quatro de Di Cavalcanti, cinco de Eugênio de Proença Sigaud e cinco de Lia Mittarakis.”

Leia mais: Cerco à Lava Jato beneficia petistas e tucanos

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 82 comentários