Os bons pagadores

Paulo Roberto Costa continuou a receber propina das empreiteiras mesmo depois de sair da Petrobras. Queiroz Galvão, Camargo Corrêa, Iesa Óleo e Gás e Engevix davam-lhe 550 mil reais por mês pelos contratos assinados no passado.

José Eduardo Cardozo sabe que esse é um bom motivo para defender as empreiteiras: elas sempre foram boas pagadoras.

Faça o primeiro comentário

200