Os búzios do Centrão

Os búzios do Centrão
Foto: Adriano Machado/Crusoé

“O mesmo presidente que pregava a volta a uma hipotética normalidade desde março, quando o coronavírus começou a matar no Brasil, agora investe contra a única promessa real de antídoto contra o vírus”, diz Josias de Souza.

“Tornou-se pregoeiro da não-vacinação, arauto do direito de infectar. Passou a questionar a pressa no desenvolvimento de todas as vacinas. Inclusive daquelas que, há dois meses, dizia que estariam disponíveis para os brasileiros em dezembro ou janeiro. Bolsonaro fornece material para que o Supremo Tribunal Federal lhe imponha uma derrota (…).

O centrão esfrega as mãos (…). A turma aposta que chegará ao primeiro escalão numa reforma ministerial que enxerga nos búzios de 2021.”

Leia mais: O que a Crusoé revelou sobre o currículo de Kassio Marques.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO