OS CLIENTES DO OPERADOR DA ‘DRAGÃO’

Só o escritório de advocacia de Tacla Duran foi utilizado para lavar R$ 54,8 milhões para as empresas Mendes Júnior, SA Paulista de Construções, UTC, EIT, Triunfo, Treviso e Econorte.