Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Os conselhos que Bolsonaro recebeu

Em conversas com parlamentares dias antes de ser internado, o presidente se mostrava mais irritado e se queixava dos soluços
Os conselhos que Bolsonaro recebeu
Foto: Alan Santos/PR

Antes de ser internado ontem e transferido às pressas para São Paulo com o diagnóstico de obstrução intestinal, Jair Bolsonaro estava mais irritado que o normal.

O Antagonista conversou com congressistas que estiveram com o presidente nos últimos dias e ouviu deles que Bolsonaro se mostrava bastante incomodado com os soluços.

A crise entre as Forças Armadas e a CPI da Covid também “tirou o presidente do sério”, segundo um parlamentar da base aliada. Ontem, uma reunião entre Bolsonaro, Arthur Lira, Rodrigo Pacheco e Luiz Fux acabou tendo de ser cancelada em razão da internação do presidente da República.

Bolsonaro vinha escutando, pela enésima vez, que era precisa “ficar mais calado” e que suas recentes declarações públicas “traziam ainda mais problemas para ele próprio”.

“Seu silêncio é o que mais irrita quem não gosta do senhor, presidente”, chegou a ouvir Bolsonaro de mais de uma pessoa.

Como registramos ontem, em conversa recente com as presenças de Bolsonaro e ministros mais próximos do presidente, Lira soltou a seguinte frase:

“Contem comigo até para perder a eleição, mas não para entrar em confusão.”

Segundo Flávio Bolsonaro informou no grupo de mensagens dos senadores, o pai deverá ficar pelo menos três dias internado em São Paulo, onde passará por uma nova bateria de exames nesta quinta-feira (15).

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO