Os consultores do “Feira”

A interceptação de emails de João Santana mostrou que o marqueteiro mantinha uma rede de blogueiros e sites amigos para rebater matérias negativas.

Quem fazia a “ponte” era o jornalista Paulo Figueiredo, da a4&holofote Comunicação, contratado também para o clipping de notícias.

Quando a Veja revelou que a Lava Jato investigava Santana, o assessor pediu ajuda a Leonardo Attuch, dono do Brasil247 e também investigado na Operação Lava Jato, para divulgar uma nota de resposta.

Várias mensagens de Figueiredo para João Santana também foram copiadas para o consultor Eduardo Oinegue.

O próprio marqueteiro também enviou email para o jornalista Thomas Traumann, ex-ministro da Comunicação, pedindo sua opinião sobre o episódio.

Faça o primeiro comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200