Os deputados que consentiram com o 'novo AI-5' de Eduardo Bolsonaro

Os deputados que consentiram com o novo AI-5 de Eduardo Bolsonaro
Foto: Câmara dos Deputados

O Conselho de Ética da Câmara aprovou nesta quinta (8), por 12 votos a 5, o arquivamento das representações contra Eduardo Bolsonaro pela declaração a favor de ‘um novo AI-5’.

A maioria dos deputados do Conselho aprovou o parecer de Igor Timo (Podemos-MG), relator das representações, que votou contra o prosseguimento do processo por “ausência de justa causa”.

Votaram pelo arquivamento (e portanto a favor de Eduardo Bolsonaro): Igor Timo (relator), Cezinha Madureira (PSD-SP), Eduardo Costa (PTB-PA), Fabio Schiochet (PSL-SC), Flávio Nogueira (PDT-PI), Hiran Gonçalves (PP-RR), Hugo Leal (PSD-RJ), Luiz Carlos (PSDB-AP), Luiz Carlos Motta (PL-SP), Mauro Lopes (MDB-MG), Tiago Mitraud (NOVO-MG) e Pinheirinho (PP-MG).

Votaram contra o arquivamento: Célio Moura (PT-TO), Delegado Waldir (PSL-GO), Paulo Guedes (PT-MG), Fernanda Melchionna (PSOL-RS) e Júlio Delgado (PSB-MG).

O presidente do Conselho, Juscelino Filho (DEM-MA), não vota.

Leia mais: Assine a Crusoé, a publicação que fiscaliza TODOS os poderes da República.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO