​Os desmoralizadores da República

Modesto Carvalhosa, no Estadão, avança também sobre outros protagonistas políticos que tentam derrotar a Lava Jato, repetindo as trapaças impostas por Silvio Berlusconi à Operação Mãos Limpas, à Justiça e à democracia:

“A primeira lição haurida do arquicorrupto Berlusconi é a da necessidade de desmoralização do Poder Judiciário. Entre nós, tomou essa empreitada o condestável da República, Renan Calheiros. Reuniu ele, para anunciar a missão destruidora da reputação institucional do Judiciário, nada menos que o presidente da República, o presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), o futuro presidente do Congresso Nacional, etc. E ali anunciou que vai revelar, para toda a população brasileira, os supersalários dos juízes, promotores públicos, desembargadores e ministros dos tribunais superiores.”