Os eleitores trans

Pela primeira vez, eleitores transexuais e travestis terão seu nome social impresso no título de eleitor e no caderno de votação das Eleições 2018, informa o TSE.

Ao todo, 6.280 pessoas fizeram essa escolha ao se registrar ou atualizar seus dados na Justiça Eleitoral — a maioria em São Paulo (1.805 pedidos), em Minas Gerais (647) e no Rio de Janeiro (426).

No exterior, cinco eleitores brasileiros também optaram por usar o tal nome social.

Temas relacionados:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. Criar barulho por causa de 0,004% de um eleitorado chamado “trans”. Somente sendo uma imprensa desmoralizada pra pautar un assunto como esse. Por que não dizer sobre eleitorado cristão, revoltado com a imprensa, que não mais acredita na grande mídia?

Ler mais 22 comentários
  1. Criar barulho por causa de 0,004% de um eleitorado chamado “trans”. Somente sendo uma imprensa desmoralizada pra pautar un assunto como esse. Por que não dizer sobre eleitorado cristão, revoltado com a imprensa, que não mais acredita na grande mídia?

  2. Só no Brasil a imprensa tem essa obsessão por travestis, como se fosse o problema mais grave e urgente do país. Culpa dos jornalistas de esquerda que infestam as redações dos jornais. O estrangeiro que chega aqui e abre um jornal deve pensar que somos uma terra de boçais – e somos mesmo.

  3. É a imposição no Brasil da pauta globalista, do marxismo cultural, do politicamente correto, do respeito à identidade de gênero, direitos humanos, paradas do orgulho LGBTQ+
    Conservadores deveriam observar melhor e aprender a “lutar” por suas próprias causas/direitos como essas minorias fazem…

  4. G@ys, beechas, trans, tris etc, VOTEM EM JAIR BOLSONARO, se não quiserem ser perseguidos e m0rt0s!, porque é isto o que farão com vocês na sequência! Não pensem que essa “democracia” é pra valer, ao contrário, primeiro libera geral depois reprime geral! Pesquisem, estudem!

  5. O SEVERINO SERÁ CHAMADO DE JESSICA.
    O TONHÃO SERÁ CHAMADO DE PAOLA.
    O IGNACIO SERÁ CHAMADO DE BRENDA.
    O LUIZÃO SERÁ CHAMADO DE WITNEY.
    MAS O PINTO NO MEIO DA PERNA EU CHAMO DE XANINHA?
    ISSO ME LEMBRA ALGUM LADRÃO PRESO QUE É CHAMADO DE PRESO POLITICO.

  6. A Lei 6015/73, art 56, diz que “O interessado, no primeiro ano após ter atingido a maioridade civil, poderá, pessoalmente ou por procurador bastante, alterar o nome, desde que não prejudique os apelidos de família, averbando-se a alteração que será publicada pela imprensa”.

  7. O processo eleitoral não é numérico, e não qualitativo disso ou daquilo. Em outras palavras, não importa a orientação sexual do eleitor, importa que o chamariz para legitimar o processo funcione.

  8. Trans sao menos de 0.01% dos votantes, mas estao sendo tratados como se fossem 90%, deixem eles serem o que quiser, mas acredito que se continuar assim, so teremos trans no volei feminino e outros esportes. Agora temos mis espanhola trans. Tem que colocar uma definicao XY eh uma categoria, XX outra.

  9. Qto % dos eleitores são 6.280?Muda-se regras p/ causa de algumas pessoas?No Brasil estão sempre querendo reinventar a roda.Na Alemanha, onde pessoas do mesmo sexo podem casar no papel, nos documentos só há um sexo: feminino ou masculino. “OUTROS” só mesmo no Brasil, país que não tem outros problemas

  10. Não consigo entender porque LGBTs apoiam o PT, partido com forte ligação com Cuba, que é o país que mais perseguiu homossexuais na história das Américas.
    Dá pra entender?

  11. O BR tem 144 milhões de eleitores. Os trans, nesse caso, representam 0,004% dos eleitores. Eles representam quase nada, na ordem das coisas. Só servem pra encher o nosso s a c o com essa lacração infinita.