“Os evangélicos não estão preocupados com a agenda de costumes”

O pastor Silas Malafaia, entrevistado pelo Estadão, disse que a agenda religiosa não é a prioridade para os evangélicos:

“Jair Bolsonaro foi eleito pelo discurso de combate à corrupção e ao crime organizado, para enxugar a máquina. As prioridades são emprego, violência, desburocratização. Não é a agenda religiosa. Não é preciso forçar a barra, vai acontecer naturalmente (…). Os evangélicos não estão preocupados com a agenda de costumes. O evangélico também está desempregado, toma tiro no assalto, está desesperado.”

Conheça Por Dentro O Estrago Que A Esquerda Fez na Venezuela. Poderia Ser No Brasil. MAIS AQUI

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

  1. Não entendi o que o Pastor Silas Malafaia quis dizer com isso. Se tem uma figura polêmica, no embate contra “esquerdopatas” (expressão que ele popularizou) e suas agendas, é o Malafaia.

Ler mais 71 comentários
  1. Não entendi o que o Pastor Silas Malafaia quis dizer com isso. Se tem uma figura polêmica, no embate contra “esquerdopatas” (expressão que ele popularizou) e suas agendas, é o Malafaia.

  2. Negativo. Dinheiro não é tudo. O dinheiro não molda o caráter, a cultura, o comportamento, a religião de seu ninguém. Acho que Silas trocou as bolas. Logo ele, que luta tanto nesses campos.

  3. Povo sem o Poderoso Deus Javé, é povo derrotado. Vide os comunistas, sempre negaram Deus, e só andam para trás. A maior nação do mundo, os EUA são seguidores de Javé e seu Filho Jesus Cristo.

    1. Esse negócio também não existe. O Brasil tem maioria cristã, e nenhum pastor pode renegar isso, pra querer soar amigável, e politicamente correto.

  4. Não caiam na ladainha petista e comecem detonar igrejas, pastores, ou ainda falar mal de cristãos ou tudo relacionado a fé e religião. Isso só aumenta a narrativa petista e prejudica Bolsonaro!

  5. O laicismo que foi implantado no Brasil vem acabando com a imagem da religião, do Cristianismo, da Bíblia, que sempre foram nortes na história do mundo. Vide artigo da Burke sobre Estado Laico.

    1. Vai se confundindo com ateísmo imposto, à medida que o estado vai querendo ser a entidade divina; promovendo agendas progressistas, esquerdistas; e perseguindo cristãos.

  6. Bolsonaro está no caminho certo. Vamos trabalhar para um novo Brasil. Recuperarmos o patriotismo e a cidadania, contra a corrupção, violência e excesso do Estado. Mais Brasil, menos Estado. Empree

  7. É só relembrarmos ou reaprendermos nossa verdadeira história, valorizarmos nossa cultura, nossas origens, nossos símbolos, fundadores e heróis. O resto é trabalhar, trabalhar, trabalhar.

  8. Disse tudo, pois o Brasil já é e sempre foi e será cristão. Não deixará de ser de Cristo. E nossa cultura, moral, ética e costumes são judaico-cristãos. Somos parte da civilização Ocidental

    1. Ele precisava ter se explicado melhor. Ele quis dizer que o evangélico não liga só pra isso, ou que isso não tem importância quando, na verdade, a agenda conservadora é a mais importante?

  9. A Mídia está tentando impor goela abaixo dos evangélicos esse LOBO como representante deles! Parem! Ele NÃO REPRESENTA os mais de 60 milhões de Evangélicos do país!É um enganador, vcs sabem!!

  10. Já já este maçon obcecado pelo dinheiro deve se candidatar ou colocar parentes na política. Coitados dos ingênuos e incautos cristãos que por ele são enganados. Leiam Marcos 13.22 e egesios 4.1

  11. Palavras que têm faltado no discurso dos evangélicos: livre iniciativa, concorrência, competitividade, mérito, entre outras. As origens da livre iniciativa e do protestantismo têm coisas em comum

    1. Liberais e progressistas? Estás bem? São conservadores e capitalistas, com um olhar social. A bíblia tem mandamentos, regras, ensinamentos, conservadores moralmente, socialmente.

    2. Os evangelicos só construiram o paiseco chamado EUA. Evangélicos verdadeiros são liberais e progressistas. Separe os bodes malafaia Edir rr Waldomiro estv ernandes etc d presbiteriana batistas met

  12. Silas Malafaia não é evangélico, ele se diz evangélico, mas não nos representa! Malafaia é lobo no meio do rebanho! Ele fala como Lobo e age como Lobo! Não existe evangélico verdadeiro Maçon!

    1. Não sei por que. Silas é dos que mais luta no campo dos costumes. Vive criticando a sanha de movimentos e partidos de esquerda, e de militantes de toga, em quererem arruinar os costumes.

    1. O problema do Brasil é moral, cultural, ideológico, e quem segura essa barra, pra situação não piorar ainda mais, são os conservadores, religiosos, cristãos, etc.

    2. Inclusive dev haver controle das pseudo igrejas e seitas q enganam a população. Fé não pode ser álibi p extorsão,dolo, má fé, falsidade ideologica. Qdo vem lavajato n igrejas,videntes,lojas,

  13. Só que BOLSONARO foi sim eleito pelo povo com a promessa de romper o ciclo da imposição ideológica e isto não é apenas “agenda de costumes”.Rotular assim ESCAMOTEIA o que está no fundo.

    1. O país é cristão em sua maioria, inserido na cultura judaico-cristã. Ele não está acordando de nada. Qualquer cristão prega pra todos, e fala de Deus e da Bíblia em todos os lugares.

    1. Não sei o que Silas, que tem uma agenda tão conservadora, enquanto religioso e ativista político, quis dizer ao dar uma resposta dessa, na entrevista.

  14. Até porque tem reflexos no mundo do trabalho e, portanto, na economia. Gente idiotizada pelo embotamento cognitivo gerado pela ideologia não traz criatividade ao mercado. Só obedece cegamente.

  15. Silas faz o jogo da mídia ao usar a redutora expressão “AGENDA de COSTUMES”. Não é competição de “réguas morais” que está em jogo, a coisa é muito mais embaixo, embora haja aspectos mora

    1. Não sei o que Silas, que combate tão ferrenhamente nesse campo moral, cultural, religioso, comportamental, quis dizer, desdenhando da importância desse combate. Ganhar simpatia da mídia?

    2. Concordo plenamente com você! Principalmente quanto a esta palhaçada de “identidade de gênero”. Observe a conduta dos universitários de Portugal e a compare c/a dos nossos!

    3. B) Está em jogo A LIBERDADE (que dinheiro no bolso não compra) pois a Ditadura do Politicamente Correto e sua consequente patrulha ideológica impõe 1 pensamento único e persegue a divergência.

    4. 2)..morais. A) Está em jogo, por exemplo, a qualidade da vida escolar e acadêmica: a neurose do “gênero”, por exemplo, gera embotamento cognitivo e inibe a autonomia intelectual, gera burrice.

    1. Pros conservadores, a agenda cultural, dos costumes, religiosa, agenda comportamental, a luta contra agendas de coletivos, antecede qualquer discussão envolvendo dinheiro, economia.

    2. É a mídia (e Silas faz o jogo dela) que reduz esta agenda ao chama-la de “costumes morais” . Ela é também isto, mas o rótulo reduz seu alcance. Ela é também AGENDA SOCIAL!

    3. E esta agenda se relaciona com economia, emprego, segurança e comida. Como a ideologia imposta embota a inteligência, o mercado de trabalho vai lotar de gente sem criatividade e iniciativa.

  16. Malafaia não representa os evangélicos. Muito menos o EVANGELHO. É apenas um oportunista ganancioso. Esse já fez de tudo por poder. Inclusive orar por Lindbergh em momento eleitoral. LOBO.

    1. Admiro o Silas, mas não sei o que uma frase dessa quer dizer. Coisas como comportamento, cultura, religião, costumes, educação, são uito mais importantes que questões como dinheiro.

    2. Exato. Ele é um mero mercador que manipula a fé sincera de muita gente.~Tal como Edir Macedo, não crê em NADA do que prega e teatraliza. O bolso cheio é a prioridade, o resto é MEIO.

    1. Não, se disse realmente o que disse, e não teve suas falas distorcidas. A prioridade de qualquer cristão, ou conservador, sempre foi e sempre será a agenda dos costumes, cultura, religião.

    2. A fala dele mostra quem é (igualzinho ao “bispo” PedirMaisCedo): chefe de uma empresa comercial travestida de igreja que não crê em nada.Com o critério GRANA já beijaram LULA e agora, Bolsonaro